Friday, May 8, 2009

TERRORISTAS POÉTICOS

Não sou trabalhador
não tenho que fazer a apologia do trabalhador
nem do trabalho
o trabalho não me agrada
prefiro olhar para as coxas da gaja do lado
prefiro beber umas cervejas
agora o Estado, o Sis e a polícia
até me consideram um perigoso malfeitor e terrorista
definitivamente estou cada vez mais longe
da democracia burguesa
e das falinhas mansas do Obama
não acredito no diálogo
esta é uma luta da vida contra a morte
a morte, a sub-vida capitalista
do trabalho, do trabalho precário, do desemprego
dos bancos, da bolsa, do capital
da crise, do tédio, do medo
não podemos aceitar um mundo
que só nos traz a morte e o tédio
somos seres humanos
espíritos livres
pretendemos lá chegar
amamos a vida
a vida livre
o amor livre
queremos amar a parceira do lado
não fazemos parte da maioria
do rebanho
do politicamente correcto
não estamos de bem com Deus e com o diabo
renegamos Deus e o Diabo
queremos o céu aqui, agora!
Sim, somos terroristas
terroristas poéticos!

2 comments:

Claudia Sousa Dias said...

mas não tens nada contra o facto de eu trabalhar?

:-)

O que eu acho é que um trbalho remunerado em condições deveria ser um direito de todos e não apenas de alguns...


CSD

apedroribeiro said...

não, não tenho, menina.